segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009


o que aconteceu..
.


Mais do que é permitido,
mais do que é preciso,
como um delírio de poeta
sobrecarregando o sonho:
a pelota do coração tornou-se enorme,
enorme o amor,
enorme o ódio.
Sob o fardo,
as pernas vão vacilantes.
Tu o sabes,
sou bem fornido,
entretanto me arrasto,
apêndice do coração,
vergando as espáduas gigantes.
Encho-me dum leite de versos
e, sem poder transbordas,
encho-me mais e mais.


Maiakovski

5 comentários:

  1. Até explodir?
    eu estou nesse estágio hehe
    belo blog!
    ótima semana
    beijo

    ResponderExcluir
  2. Nandística,

    que vc se encha de boas coisas!!
    tudo o que há de melhor por aí, vc merece!
    por todo carinho e ternura que derrama desse
    seu lindo coração,

    beijinhos,

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Ótimos poemas, continue assim.

    Vim agradecer o selo.
    Obrigada ;)

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pela visita de todos.

    Abraço.

    Nandística quietinha

    ResponderExcluir